Viagens Machu Picchu

Raqchi

Raqchi

Raqchi

Você sabia que a palavra Cusco vem do quéchua e significa “Umbigo do Mundo”? Isso porque para a civilização inca esta cidade era o centro do império, ficando conhecida também como a Capital do Império Inca. Desta forma, nos arredores de Cusco foram construídos inúmeros centros cerimoniais, cidadelas, fortalezas e muito mais.

Por isso, você não pode deixar de incluir Cusco no seu pacote de viagem para o Peru, pois ali se encontram as principais atrações turísticas relacionadas à cultura milenar dos incas e muitas outras civilizações que a antecedem.

A arquitetura inca está por toda parte em forma de ruínas, entre as mais conhecidas estão o Vale Sagrado dos Incas e a impressionante Machu Picchu, que apesar de terem sofrido o ataque espanhol durante o período de colonização se mantiveram, seja em partes ou inteiras, e guardam em sua estrutura parte da história do Peru.

Um destes exemplos é o Complexo Arqueológico Raqchi, perfeito para observar as características da engenharia inca, mesmo depois da passagem dos espanhóis, que desmontaram parte da cidadela.
Atualmente Raqchi faz parte da famosa Rota do Sol, que vai da cidade de Puno a Cusco e passa por outros atrativos como a Igreja de Andahuaylillas, La Raya e outros.

Apesar de não se ter muitas informações sobre este complexo, alguns arqueólogos fizeram suposições a partir de estudos no local. Existem teorias que dizem que este era um assentamento pré-inca que posteriormente foi tomado por esta civilização e adaptado. Portanto, não se sabe ao certo sobre sua origem.

Mas estes são temas que vamos ver a seguir. Reunimos aqui as principais informações sobre o Sítio Arqueológico Raqchi, e temos o prazer de apresentar este lugar mágico e místico para você. Continue lendo para desbravar os mistérios da cultura inca. 

História de Raqchi:

Acredita-se que este lugar foi construído durante parte do século XV, durante os governos incas de Wiracocha, Pachacutec e Túpac Yupanqui. Aliás, Raqchi também ficou conhecido como o Templo de Wiracocha, que era considerado o deus criador do mundo para muitas culturas andinas. Ou seja, este é um dos complexos arqueológicos mais importantes da região.

O curioso é que durante as escavações das ruínas, foram encontrados ali alguns objetos de cerâmica bastante característicos de culturas pré-incas, como Marcavalle, Pucará e Wari, formando assim uma teoria de que esta civilização teria tomado e adaptado a construção posteriormente.

As estruturas maciças e grandiosas foram erguidas em pedra e adobe, contendo um edifício de 2 andares usado para cerimônias, os recintos, os armazéns, os templos, fontes de águas e outros, em uma área aproximada de 1.000 hectares. Todas estas características nos levam a crer, portanto, que este era um lugar utilizado para fins religiosos.

Uma das lendas de Raqchi nos conta que o lugar teria sido construído envolvendo um milagre do deus Wiracocha, que, quando desceu a terra, teria sido mal recepcionado e atacado com armas para matá-lo. Desta forma, Wiracocha impôs respeito conjurando uma “chuva de fogo” que cobriu o recinto, fazendo com que os atacantes se rendessem.

Vale lembrar que Raqchi está localizado próximo ao vulcão Quimsachata, que se mantém ativo e pode ter causado esta “chuva de fogo”.

As informações sobre o propósito deste importante centro arqueológico de Cusco ainda hoje são incertas. Como dito acima, ele poderia ter servido com um centro religioso, mas muitos estudiosos apontam que foi muito além disso, servindo como um centro administrativo, um centro de culto e ainda um lugar para a produção de cerâmica e tecidos.

Raqchi fazia parte da Qhapac Ñan, uma grande estrada que ligava Cusco a todo o império inca, passando inclusive por outros países vizinhos. 

Principais atrações:

Por seu extenso tamanho e sua estrutura maciça, supõem-se que este era um dos centros mais significativos na região de Cusco. Por ser tão grande, acabou sendo dividido em seções e nós vamos apresentar algumas delas abaixo:

  • O Templo de Wiracocha ou Huiracocha: infelizmente hoje em dia restam apenas algumas paredes deste que seria o principal templo de todo o complexo. É uma das maiores construções incas, feita de pedra e adobe, medindo cerca de 20 metros de altura. Possui janelas, portas e colunas. Apesar de ter quase inteiramente destruído pelos espanhóis, este lugar sobreviveu a séculos de atividade sísmica.
  • O Templo Inca Maior: esta é uma estrutura bastante semelhante ao templo principal, porém, das onze colunas cilíndricas existentes, apenas uma sobreviveu. As fundações das paredes são visíveis atualmente devido a escavações recentes.
  • As Colcas: colcas eram estruturas utilizadas para depositar alimentos, como milho, quinoa e batata, ou seja, eram como armazéns. Existem aproximadamente 156 colcas dentro do complexo de Raqchi, construídas em formato circular. Tinham como objetivo suprir as necessidades dos visitantes e mensageiros do império.
  • Os recintos: são cerca de 22 construções com fino acabamento com nichos trapezoidais. Eram uma espécie de casas ou quartéis.
  • As fontes de água: estas construções foram finamente esculpidas a fim de fornecer água a Raqchi. Aqui se localizam os famosos “Baños del Inca”.

Onde fica Raqchi:

O Complexo Arqueológico de Raqchi está localizado no Vale Sul, na província de San Pedro de Cacha, a aproximadamente 120 quilômetros da cidade de Cusco. Estando a 3.550 metros acima do nível do mar. 

Como chegar em Raqchi:

A viagem de carro até lá demora cerca de 2horas de Cusco até Raqchi. É possível pegar um táxi particular para fazer este trajeto, desde que seja um carro certificado. Lembre-se também que para fazer este passeio por conta própria é necessário contratar um guia particular, que é extremamente necessário para o passeio.

A forma mais tradicional e completa de conhecer Raqchi é contratando o passeio pelo Rota do Sol com uma agência local especializada. A Rota do Sol passa pelas principais atrações do Vale Sul de Cusco chegando à cidade de Puno, às margens do Lago Titicaca.

A Rota do Sol inclui diversos monumentos históricos além do Templo de Waricocha. Acesse e veja nossos pacotes de viagem para o Peru incluindo a Rota dol Sol.

Tour em Racchi:

Você pode fazer o tour de um dia em Raqchi, que, contratando uma agência de confiança irá incluir traslado ida e volta, guia turístico, refeição e entrada no complexo.

Se preferir fazer o tour na Rota do Sol, você terá a oportunidade de visitar Raqchi, o Templo Colonial de Andahuaylillas e o Museu de Pukara. O passeio inclui traslado ida e volta, guiado em todas as atrações e os bilhetes de entrada para que você não precise se preocupar com nada.

Existe também a opção de fazer o Turismo Vivencial em Raqchi, incluindo acomodação na casa de uma família local, vivendo uma experiência única de imersão na cultura local.

Informações gerais:

- Valor do ingresso: o ingresso está incluso no Boleto Turístico de Cusco, que inclui as principais atrações históricas da cidade imperial, que custa 130 soles para adultos e 70 soles para pessoas com direito a desconto, como estudantes e crianças..
- Horário de visitação: está aberto todos os dias da semana das 7h às 18h. 

Sugestões de Pacotes