Viagens Machu Picchu

Dicas e Recomendações para Viajar

Dicas e Recomendações para Viajar

Dicas de viagem para o Peru!

Viajar para um país completamente desconhecido, tem seus desafios. Planejar uma viagem para o exterior requer pesquisa e muito cuidado para não tomar decisões precipitadas que podem fazer com que imprevistos surjam durante a experiência. Todos querem viajar com calma, tranquilidade e segurança, afinal, este é um momento único e tão esperado. 

Por isso, como especialistas no Peru, temos o prazer de te auxiliar em cada detalhe da sua viagem, desde antes do embarque até a volta para casa, garantindo que suas expectativas serão superadas. Então, se você sonha em conhecer o país milenar dos incas e este será seu próximo destino de aventura, temos boas notícias: fizemos um guia completo de viagem para o Peru, para te deixar ainda mais tranquilo e proporcionar ainda mais comodidade em todo o processo. 

Queremos otimizar seu tempo e ajudá-lo com as perguntas mais frequentes que recebemos de quem está prestes a embarcar para o Peru. O país é o destino turístico mais procurado da América do Sul, por isso conta com uma infraestrutura perfeita para receber os mais de 4,5 milhões de turistas que chegam aqui todos os anos. 

Como operadora local, temos o prazer de te auxiliar em todos os momentos enquanto estiver de passagem no Peru, mas mesmo assim, existem coisas que você precisa saber e se preparar antecipadamente. E pensando nisso, deixamos aqui as principais informações para viajar para o Peru. 


Dicas de segurança em Cusco.

Cusco é o principal destino turístico do Peru, com um importante patrimônio cultural, histórico e natural, com atrações imperdíveis como Machu Picchu e o Vale Sagrado dos Incas. 

A cidade, conhecida também como a Capital do Império Inca, é uma das mais seguras do país, por isso fique tranquilo. De qualquer forma, pequenos furtos ou imprevistos podem acontecer, assim como em qualquer outro lugar do mundo. Portanto, deixamos aqui algumas dicas valiosas para você evitar estas situações. 

É sempre importante estar perto de seus pertences e nunca deixá-los sem supervisão. Ande sempre pelas áreas mais turísticas, onde também há mais segurança e movimento, não se afaste dos centros e ande em lugares recomendados pelo seu agente de viagens. 

Furtos e roubos são comuns, mas acontecem principalmente com aqueles viajantes desatentos. Nossa intenção não é te deixar com medo, mas sim prevenir qualquer tipo de situação ruim. Em caso de qualquer inconveniente, acione seu agente de viagens e órgãos governamentais específicos para turistas, como a Polícia Turística.  

A “Policía del Turismo” em espanhol, foi criada para ajudar viajantes estrangeiros e pode ser acionada sempre que preciso. É uma segurança a mais para os visitantes que aqui chegam. 

Números de emergência no Peru:

Imprevistos acontecem em qualquer lugar, infelizmente, mas saiba que contratando a Viagens Machu Picchu, colocamos uma equipe completa e capacitada para te ajudar nestas situações menos prazerosas. 

Assim que você chegar no Peru, seu atendimento será direcionado a um assistente de viagem que ficará responsável durante toda a sua estadia no país. Por isso, em caso de emergência, ele deverá ser acionado, a qualquer hora do dia ou em qualquer dia da semana. 

Mesmo assim, não custa reforçar alguns números de emergência nacionais no Peru. Anote:

  1. Linha de emergência e segurança: 911
  2. Delegacia de polícia: 105
  3. Polícia Rodoviária: 110
  4. Defesa Civil: 115
  5. Bombeiros: 116
  6. Cruz Vermelha: 01 266 0481
     

É necessário seguro viagem para viajar para o Peru? 

É sempre melhor prevenir do que remediar, então a nossa recomendação é que se contrate um seguro viagem antes de embarcar em qualquer aventura mundo afora, inclusive no Peru. 

Os seguros de viagem não costumam ser tão caros e podem ser incluídos no seu pacote de viagem contratado pela agência. Por isso, se planeje com antecedência e pense sobre a contratação, que acreditamos ser bastante importante. 

O bom é que normalmente os seguros não cobrem apenas questões médicas, mas também podem incluir outras questões que todo viajante está sujeito, como perda de bagagem, cancelamento de voo e outros. 

Para obter mais informações sobre o seguro viagem para o Peru, acesse o blog que preparamos especialmente sobre o assunto. 

Moeda local e câmbio de moedas.

Você conhece a moeda local do Peru? Ela chama-se Nuevo Soles ou simplesmente Soles e você usará muito esta moeda durante a sua estadia no país milenar dos incas, principalmente em comércios menores. 

O recomendado é viajar com reais, moeda brasileira, e fazer o câmbio em casas de câmbio peruanas indicadas pela sua agência de viagem. Você poderá trocar o dinheiro em quase em qualquer lugar no Peru, mas mesmo assim pergunte antes ao seu agente de viagem se o lugar é seguro. Nunca movimente dinheiro na rua ou em lugares “não oficiais”. 

Você também pode optar por sacar dinheiro em caixas eletrônicos em todo Peru, em máquinas que aceitam Visa, Mastercard e American Express. Mas é preciso prestar atenção nas taxas de saque, transação e IOF para ver que método vale mais a pena. 
Para saber todos os detalhes da moeda local e sobre quais moedas levar para o Peru, acesse o blog que escrevemos sobre isso e que está disponível gratuitamente para você.
 

O que levar para o Peru? 

Uma das dúvidas mais frequentes entre os viajantes é qual a melhor época para viajar para o Peru e também o que levar na mala. Bom, estas duas perguntas estão ligadas, já que as condições climáticas influenciam no que levar na bagagem. 

Para ficar mais claro, vamos explicar com calma as características das suas principais estações climáticas: a seca e a chuvosa. Isso se aplica a quase todo país, inclusive na região de Cusco. 

A estação seca é quando acontece a alta temporada de viagem, que vai de abril a novembro, quando as chances de chuvas são menores. Já a estação chuvosa, que se estende de dezembro a março, é a baixa temporada de viagem no Peru. Escolha a sua data e programe a sua mala de acordo com as dicas abaixo:

O que levar para o Peru na temporada de chuva: um item indispensável nesta temporada é um casaco impermeável ou uma capa de chuva, que precisa estar sempre a mão, mesmo em dias ensolarados, pois por aqui o tempo pode mudar de repente. 

Inclua na mochila uma jaqueta corta vento, se for possível, pois nesta época em grandes altitudes costuma ventar bastante. A temperatura nestes meses é mais alta, mas de qualquer forma é necessário levar roupas de frio, já que a noite a temperatura cai. 

Outros objetos para incluir são roupas e sapatos de trekking, protetor solar e repelente. 
O que levar para o Peru na estação seca: é importante saber que neste período a temperatura é mais fria, por isso roupas e acessórios quentes são essenciais. Os termômetros marcam entre 16ºC durante o dia e chegam perto de 0ºC durante a noite. 

Inclua roupas e sapatos confortáveis para caminhadas em qualquer estação, principalmente se seu roteiro incluir trilhas. Protetor solar, óculos de sol, luvas, touca e lenços também devem estar na sua mochila. 

Lembre-se: além disso, é preciso prestar atenção nas atividades que estão inclusas no seu roteiro. Se for passear por grandes centros urbanos ou então desbravar as paisagens mais remotas do Peru, certifique-se de estar equipado para estas situações. Também é possível comprar equipamentos e roupas quando chegar no Peru.
 

Informações sobre o mal da altitude:

Assim como muitos destinos localizados nos andes peruanos, Cusco é uma cidade que está em altitudes mais elevadas, a mais de 3.300 metros acima do nível do mar. Desta forma quem não está acostumado a tais condições pode sentir alguns sintomas do chamado Mal da Altitude, como tonturas, cansaço, dores de cabeça ou falta de ar. 

A boa notícia é que com alguns cuidados é possível evitar ou amenizar este tipo de mal estar. Aqui vão algumas dicas:

Se mantenha hidratado: água é uma boa aliada para evitar o mal da altitude
Evite álcool e cigarro: mantenha-se bem e evite substâncias que podem prejudicar sua saúde e deixar o corpo mais debilitado.
Coma comidas leves: uma dieta mais tranquila nos primeiros dias ajuda o corpo a se aclimatar. 
Evite atividades pesadas: deixe as atividades físicas, como trekkings, para os últimos dias do seu roteiro, assim seu corpo já estará mais acostumado às condições. 
Beba chá de coca ou masque folhas de coca: esta é uma planta medicinal dos andes e é bastante popular como remédio para amenizar os sintomas do mal da altitude e pode ser bastante útil. 

Nas farmácias locais você também pode encontrar um remédio específico para sintomas mais fortes de mal estar. Procure por Soroche Pills ou Diamox, que diminuem enjoo, por exemplo, mas lembre-se que o ideal é procurar um médico antes de tomá-los. 
 

Planeje sua viagem de acordo com seus objetivos:

Existem vários perfis de viajantes e por isso falamos que é necessário pensar em muitos detalhes para montar um roteiro totalmente personalizado para você. Cada viajante tem uma infinidade de passeios, atrações e atividades a sua disposição em terras peruanas, como por exemplo: ecoturismo, atrações históricas, viagem gastronômica, viagem de aventura, entre outros. 

De acordo com seu perfil e atrações escolhidas, é possível decidir também qual a melhor época para realizá-las. Desta forma, abaixo deixamos alguns detalhes e vantagens de cada época do ano. Olha só:

Alta temporada: a alta temporada de viagem no Peru vai de abril a novembro, principalmente entre junho e julho. Neste período as temperaturas são mais baixas, mas os dias são mais ensolarados e secos, ou seja, quase não há chances de chuvas.

Entre esses meses as ruas e atrações se enchem de turistas, as acomodações se esgotam mais rapidamente e os preços costumam ser um pouco mais elevados também. 

Baixa temporada: a baixa temporada vai de dezembro a março e é a estação das chuvas, ou seja, existem mais chances de chuvas por lá e por isso existem menos turistas nas atrações, situação perfeita para quem gosta de viajar com mais tranquilidade. 

Outra vantagem de viajar na baixa temporada são os preços mais competitivos. Sim, os preços costumam ser mais baixos neste período, o que pode ser uma ótima opção para economizar. 

Sabemos que deixamos aqui muitas informações e que pode parecer difícil planejar a sua viagem para o Peru. Por isso, contratando os serviços de uma operadora local especializada como a Viagens Machu Picchu, você deixa a sua viagem nas mãos de quem realmente entende do assunto e viaja com muito mais tranquilidade e segurança, tendo apoio em todo o processo, desde o planejamento até a volta para casa. 

A Viagens Machu Picchu já levou mais de 40 mil pessoas para realizar o sonho de conhecer o Peru e Machu Picchu e é a única operadora 100% especializada em atender o público brasileiro. Temos inúmeras opções de pacotes já montados, mas temos uma equipe incrível à sua disposição para montar um roteiro de viagem para o Peru totalmente personalizado à sua medida. Entre em contato conosco.

Sugestões de Pacotes