Viagens Machu Picchu
Informações Gerais

Mal da altitude no Peru: sintomas e como prevenir!

Mal da altitude no Peru: sintomas e como prevenir!

O Peru é conhecido por sua grande diversidade de paisagens e de atrações turísticas, entre elas, as mais procuradas são Cusco e Machu Picchu, parada obrigatória para qualquer turista que chegar ao país milenar dos Incas. Além destas, existem muitas outras atrações no país que estão acima de 2 mil metros de altitude, o que pode causar alguns efeitos em quem não está acostumado a tais condições e é sobre isso que vamos falar aqui, sobre o famoso mal da altitude.

Para se ter uma noção a cidade de Cusco está a aproximadamente 3.399 metros acima do nível do mar e Machu Picchu está a 2.430 metros de altitude, altura essa em que já dá para sentir alguns efeitos da altitude, principalmente para os turistas brasileiros, que dificilmente vivem ou estão acostumados com situações parecidas.

Enfim, antes de qualquer coisa é preciso dizer que este não é motivo para grandes preocupações, mas não custa ter um cuidado extra para garantir uma viagem mais tranquila e segura. Por isso, vamos deixar abaixo algumas dicas e recomendações para que você se prepare e para que nenhum imprevisto indesejado ocorra. 

O que é o mal da altitude

Conhecido também como mal da montanha ou Soroche, para os peruanos, é um mal estar causado pelo ar rarefeito presente nas regiões mais elevadas. O ar rarefeito nada mais é do que um nível mais baixo de oxigênio, o que pode ocasionar alguns efeitos no nosso corpo. 

Quais os sintomas do mal da altitude?

É importante dizer que os sintomas variam de pessoa para pessoa e que não é raro que muitos turistas passem por Cusco e região sem sentir nenhum efeito. Isso porque cada organismo reage de uma forma diferente e há quem diga que os sintomas que aparecem são mais psicológicos do que físicos. Ou seja ,há grandes chances de você viajar para o Peru e não sentir nada.

Mesmo assim, vamos deixar aqui uma listinha dos sintomas do mal da altitude que são mais frequentes: dor de cabeça, falta de ar, enjoos, fadiga, dor no estômago, tontura e outros. Em casos mais extremos a pessoa fica mais abatida, perde o apetite e fica mais fraca. 

Como prevenir o mal da altitude Peru

A boa notícia é que com atitudes muito simples já é possível prevenir e amenizar os efeitos do mal da altitude ou Soroche. A primeira dica é reservar pelo menos os primeiros dois dias do seu roteiro de viagem no Peru para fazer a aclimatação, ou seja, deixar seu corpo se acostumar com as novas condições.

Nestes dias evite passeios que exijam muito esforço físico, dê preferência para comidas leves e hidrate- se com frequência. Cigarro e bebidas alcoólicas também não são recomendados pelo menos neste período de adaptação. Descansar bastante é outra dica importante.

Com estes cuidados simples você já reduz muito as chances de se sentir mal pela falta de oxigênio, pois estará ajudando o seu corpo a se manter bem e a se adaptar à nova realidade, mesmo que seja por uns dias. 

Remédios para o mal da altitude:

Bem, se você fizer tudo isso e mesmo assim algum sintoma persistir, é hora de tomar alguns cuidados extras. O mais tradicional entre os peruanos é o famoso chá de coca, bebida típica do país, feita  com folhas de coca, que também pode ser consumida para prevenção do soroche. É bastante comum chegar nos hotéis em Cusco e te oferecerem uma xícara deste chá. Além disso, outras opções são balas de coca ou mascar as folhas diretamente.

Os hotéis de Cusco possuem um outro recurso que facilita muito para os turistas desacostumados com altitudes mais elevadas. Os melhores hotéis da cidade imperial oferecem oxigênio extra nos quartos ou então cilindros de oxigênio na recepção. Portanto, se você começar a sentir que os sintomas se agravam, poderá recorrer a esta opção.

Nas farmácias da cidade também é fácil encontrar latas de oxigênio portáteis e fáceis de usar, em spray que vem com uma máscara, o que pode ser excelente para passeios mais retirados, pois são fáceis de carregar.

Se você prefere remédios tipo pílula, não se preocupe, pois as farmácias locais também vendem o chamado Soroche Pills, um medicamento bastante popular no país que auxilia na redução dos sintomas do mal da altitude.

Em caso dos sintomas persistirem não hesite em procurar atendimento médico. Se você já tem alguma predisposição ou doença que possa agravar os efeitos do soroche, uma boa sugestão é contratar um seguro viagem.

Outra dica imprescindível é contratar os serviços de uma agência de viagem local e especializada, como a Viagens Machu Picchu, que garante suporte 24 horas por dia durante a sua viagem para o Peru. Temos uma equipe altamente preparada para te atender em todas as situações.