Telefone viagens machupicchu+55 (21) 4042-6227

Whatsapp viagens machupicchu+51 993024550

Sobre o Peru

Sobre o Peru

 

Toda a informação necessária para quem planeja conhecer o Peru.

O Peru é o terceiro maior país da América do Sul, atrás somente do Brasil e da Argentina. Com uma área de 1.285.216 km2 abriga 84 dos 117 ecossistemas existentes no planeta e apresenta diversas regiões geográficas de variadas altitudes, formadas pela Cordilheira dos Andes, que atravessa o país de norte a sul. De uma forma geral o território se divide em três regiões: a costa (ou litoral), a serra (parte alta) e a selva (formada pela região amazônica). Dividido em 24 departamentos (estados) o país faz fronteira com o Equador, a Colômbia, o Brasil, a Bolívia e o Chile.

 

População

A população do Peru estimada para o ano de 2016 é de 32.151.643 de habitantes, com um crescimento populacional de 1,75% ao ano. Aproximadamente 70% da população vive em zonas urbanas e 80% fala o idioma Espanhol. O restante fala o Quéchua, o Aimará e uma série de dialetos amazônicos.

 

Divisão Política

O território peruano, diferente do Brasil que se divide em estados, está dividido em departamentos. Muitas vezes a estes departamentos também se dizem regiões. Um departamento está dividido em províncias e as províncias em distritos. Os distritos se dividem em bairros. No Peru são 24 departamentos e sua capital é a cidade de Lima, a mais povoada do país.

 

Economia

Com uma economia 80% informal, o Peru tem suas fontes de ingresso baseadas fundamentalmente na exploração, principalmente nas atividades de mineração, gás, petróleo, pesca e turismo, além do comércio. Adicionalmente gera renda com a produção de produtos têxteis e com a agricultura familiar, a pequena escala. O Peru esta começando a melhorar a indústria a maioria dos produtos (ou bens de consumo) são importados, Peru exporta alguns produtos endemicos proprios do país.

Idioma

Além dos muitos dialetos falados nas comunidades nativas da selva peruana, que não são oficiais, o Peru conta com três idiomas reconhecidos oficialmente: o Espanhol, falado na maior parte do país em suas áreas urbanas, o Quéchua falado pela população da região dos Andes e o Aimará, que é falado na região do planalto de Puno, nas proximidades do Lago Titicaca, veja nossas Dicas para Peru

 
Gastronomia.

A gastronomia do Peru é bastante variada devido à sua diversidade geográfica, à herança cultural de antigas etnias, à introdução dos costumes espanhóis durante a conquista e à influência africana e asiática durante o início do período republicano. Cada região possui seus próprios pratos típicos, normalmente relacionados com os produtos característicos de suas respectivas zonas. Entre os pratos peruanos mais famosos, podemos citar o Ceviche, o Lomo Saltado, o Ají de Gallina, o Cuy al Horno e o Pollo a la Brasa.

No que está relacionado a bebidas, destaca-se no Peru a chamada Chica de Jora, uma espécie de cerveja de milho que tem sua origem em um passado absolutamente remoto e era muito apreciada pelos Incas. Também não podemos deixar de citar o Pisco, a bebida nacional. Se obtém da uva e, ao contrário do vinho que é fermentado o Pisco é fabricado por destilação. A bebida tem este nome pois tem sua origem em uma cidade peruana de mesmo nome.

 

Geografia do Peru

 

Costa

É o centro da atividade industrial, comercial e agrícola do país, tendo Lima como a capital política e o centro econômico do Peru. Conta com um clima litorâneo quente no Norte e temperado no Centro, sendo o Sul caracterizado pela falta de chuvas. O verão vai de dezembro até março e o inverno de maio até agosto.

 

Serra

Abrangendo as montanhas dos Andes essa região cobre 29 % da área do país. O clima do Peru varia de acordo com a altitude, com o mês e com as chuvas que em algumas áreas excedem as cem polegadas por ano. Algumas cidades foram construídas a mais de 3.800 metros de altitude. Puno, por exemplo, cidade onde se localiza o lago Titicaca, está acima dos 3.850 metros.

 

Selva

A Floresta Amazônica cobre uma área equivalente a 60% do território peruano e é a região mais extensa e menos povoada. Conta com um clima tropical e com flora e fauna muito diversificadas. O rio Amazonas cruza toda a selva peruana, tem sua nascente na união dos rios Marañón e Ucayali e é o rio mais caudaloso do planeta.

 

Clima do Peru

Possui uma variedade de climas que acompanham sua geografia, sendo temperado na costa, passando para o ártico nas montanhas mais elevadas dos Andes e tropical nas áreas de selva, com ventos do Leste que passam através dessa região e recolhem sua umidade que é depositada mais tarde nas inclinações andinas. Já nas áreas da serra, as escalas de temperatura variam de -7ºC a 22ºC. Normalmente o período de chuvas nos Andes vai de novembro a março.

Em alguns distritos, suas precipitações anuais são de 3,810 mm. Seu clima litorâneo é moderado pelos ventos que vêm da corrente fria do mar peruano, chamada de Corrente de Humboldt, que tem uma temperatura média anual registrada de 19ºC. Isso faz com que o Peru seja um país com grande variedade de peixes.

Leia o nosso Blog e descubra as dicas e recomendações para Peru.
 

Cultura do Peru

A união entre as culturas peruanas, a espanhola e as nativas é o ponto determinante da diversidade cultural que aqui encontramos. O Peru foi um dos principais centros artísticos da América durante a época pré-colombiana e até hoje é admirado por suas danças, músicas e artes típicas. Isto se deve às culturas que antecederam os Incas, tais como Chavín, Paracas, Nazca, Chimú e Tiahuanaco, que desenvolveram uma arte em cerâmicas, têxteis e arquitetônicas de qualidade elevadíssima, que perdura até a atualidade. A cidade de Machu Picchu e os centros arqueológicos de Cusco são exemplos do valor da influência da cultura Inca no legado deixado ao atual Peru.

Confira e aproveite nossos pacotes viagem para Peru com os melhores roteiros estruturados por pessoas que conhecem este destino milenar dos Incas.
 

História do Peru e Machu Picchu.

 A historia do Peru atualmente o território peruano foi ocupado por antigas culturas de caçadores e coletores há aproximadamente 20.000 anos. Os primeiros grupos complexos, conhecedores da agricultura e da domesticação de animais, aparecem entre 6.000 e 3.000 a.C. (Caral, Kotosh, Huaca Prieta), mas somente em 1.000 a.C. floresce nas montanhas de Ancash a cultura Chavín, considerada a cultura matriz das etnias peruanas altamente complexas, seguida por Paracas, Moche, Nazca, Tiahuanaco, Wari, Chimú (entre as principais) e finalmente pelos Incas.

A cultura Inca (1200-1500 d.C) foi a civilização mais importante da América do Sul. Sua organização econômica, suas manifestações artísticas e sua arquitetura impressionaram aos primeiros cronistas espanhóis. O Tawantinsuyo ou Império Inca se estendeu muito além do Peru, até os atuais territórios da Colômbia, Bolívia, Equador, Chile e Argentina. O sistema de expansão Inca estava baseado principalmente na persuasão e intimidação de outras culturas e etnias. Este sistema que permitiu aos cusquenhos um crescimento exponencial também foi a principal causa de sua decadência. Quando os conquistadores espanhóis chegaram ao Peru encontraram uma sociedade absolutamente descontente com o domínio Inca e que viu neste episódio a possibilidade de uma liberação definitiva. Somam-se a isto a superioridade estratégico-bélica dos europeus e uma disputa interna pelo trono Inca, entre os irmãos Huáscar e Atahualpa. Finalmente em 15 de novembro de 1533, Francisco Pizarro declarou a vitória espanhola em Cusco, a capital do Império Inca.

Em relação a Machu Picchu, não se sabe exatamente a data de sua construção. Aí se observam fases distintas em sua arquitetura, mas a criação da cidadela se atribui ao imperador Pachacútec (1380-1471), como a maioria das grandes obras incas. A função prática de Machu Picchu também é objeto de dúvidas e são muitas as teorias ou hipóteses: desde fortaleza a observatório astronômico, templo de culto religioso, claustro de virgens do sol ou lugar de descanso pessoal do próprio imperador Pachacútec. Também não se sabe exatamente se os conquistadores espanhóis tomaram conhecimento da existência deste lugar. Não existem registros em documentos ou crônicas da época sobre este tema.

Não se sabe até quando a cidadela esteve habitada. Em escavações realizadas durante pesquisas arqueológicas há alguns anos, chama a atenção o fato de que a grande maioria dos restos mortais encontrados em Machu Picchu pertenciam a mulheres. A cidadela ficou abandonada e condenada ao esquecimento por séculos até que o explorador norte-americano Hiram Bingham que estava à frente de uma expedição da Universidade de Yale, redescobriu e apresentou Machu Picchu em 24 de julho de 1911. Em 1913 a National Geographic publicou um extenso artigo sobre Machu Picchu e os trabalhos que ali se realizavam.

Hoje Machu Picchu é o maior destino turístico do Peru e um dos mais famosos do mundo. Conta com uma infraestrutura completa, verdadeiramente preparada para receber visitantes de todas as partes do globo. Nos últimos anos vem ocorrendo uma maior procura deste destino por brasileiros. Não é raro encontrar por lá animados grupos com a tradicional camisa amarela da seleção, super bem-humorados, falando alto e fazendo a festa. Não faltam também as bandeiras brasileiras. Se você deseja mais informações sobre Matchu Pitchu, Machu Picchu, Machu Pichu ou Machupicchu (como costumam se confundir os brasileiros ao pesquisar o assunto na web), entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo.

Confira nossos pacotes de viagem para Machu Picchu.
 

 

 

 

DirceturProm PeruPeruMinisterio de Cultura