Telefone viagens machupicchu+55 (21) 4042-6227

Whatsapp viagens machupicchu+51 993024550

Festividade da Virgem do Carmem

Dança de Paucartambo Saqra

Localização

A festa ocorre na famosa cidade de Paucartambo, Uns dos Distritos da região de Cusco.

Data

A concorrida festa da Virgen de Carmen ocorre todos os anos entre os dias 15 e 18 de julho.

Descrição
Uma das maiores e mais famosas festas do sul do Peru, a Virgem de Carmen ou “Mamacha Carmen” como também é chamada atrai milhares de visitantes todos os anos, nacionais e estrangeiros. As festividades acontecem nas ruas desta simpática cidade, dia e noite, com muita música, dança, comida, bebida e alegria.

O evento tem início no dia 15 de julho às 07h00 com a realização de uma missa. Ao meio dia começa oficialmente a festa com fogos artificiais, muita música e danças típicas. Participam da abertura da festa diversas autoridades locais e personalidades regionais. À noite são acesas fogueiras de palha seca na praça principal da cidade. Comida e bebida são distribuídas aos participantes que continuam pelas ruas até o amanhecer.

No dia 16, o dia principal da festividades, as missas começam às 5h00 com a participação de uma grande quantidade de fiéis. São distribuídos aos participantes uma série de presentes e comidas típicas. A primeira procissão da Virgem de Carmen se realiza às 15h00 pelas principais ruas da cidade onde a tão venerada imagem da santa fica coberta de pétalas de flores jogadas pela população desde as sacadas dos antigos casarões coloniais.

No dia 17 as missas começam às 8h00 com a presença de grupos de dançarinos que posteriormente percorrem em procissão o cemitério e o presídio da cidade. Às 15h00 ocorre a segunda procissão da imagem da Virgem e depois disso a esperada “guerrilha”, uma encenação na praça principal onde se enfrentam os diversos personagens tradicionais desta festa. Também acontece neste dia a escolha dos responsáveis por organizar a festa no próximo ano.

Finalmente no dia 18 pela manhã acontece uma bênção a crianças e adolescentes e seus respectivos padrinhos, além de uma bênção geral a todos os presentes. As músicas, danças, comidas e bebidas continuam por toda a noite, até o dia seguinte.

O forte desta festa é a grande quantidade de personagens típicos e os inúmeros grupos de danças tradicionais que são apresentadas durante todos os dias de celebrações. Entre as principais de destacam: os Maqt'a, que representam os camponeses, estão presentes em todas as danças e são responsáveis por manter a ordem durante a festa; os Awqachileno que significa “chileno inimigo”, algo que tem uma origem mais recente e está relacionado à Guerra do Pacífico (entre Peru e Chile); os Danzaq, um dos principais personagens da festa, o paquerador ou sedutor de mulheres; os Chunchachas, um grupo formado por doze casais que representam os nativos da região de selva do país que vieram venerar a Virgem de Carmen.

Podemos citar também os Chukchu, grupo que apresenta uma alegre e divertida dança típica colonial; os K'achampa, que executam uma tradicional dança Inca de guerra e vitória; os Panaderos (padeiros), uma sátira destes profissionais pois a cidade de Paucartambo é famosa pela produção de pães; os Qhapaqnegro, uma dança mestiça de origem colonial proveniente de Cusco que retrata a escravidão negra no Peru; os Qoyacha, composto por moços e moças jovens apresentam uma dança relacionada à união e ao casamento; os Saqra, que representam diabos, o inferno e o purgatório; os Waca Waca, que satiriza as toradas espanholas e finalmente os Negrillos, uma das danças mais recentes incorporadas a esta festa, representa também a época da escravidão negra.

História
As celebrações à Virgem de Carmen têm início em 1662, quando religiosos espanhóis dão início à festa. Mais tarde a organização passa ao controle da população local, algo que torna possível moldar o evento ao formato conhecido na atualidade. A estátua de 1,30 metros de estatura que segura o pequeno menino Jesus com o braço esquerdo e um bastão ou cetro com a mão direita teria sido um presente enviado pela coroa espanhola no século XVI. Esta mesma imagem foi coroada pessoalmente pelo Papa João Paulo II em 1985 na cidade de Cusco. De acordo à tradição de mais de quatrocentos anos, os organizadores da festa assim como os coordenadores dos quatorze grupos folclóricos participantes financiam o evento de forma voluntária, assim como toda a comida e bebida distribuídas a seus participantes de forma gratuita durante os dias de festa.

Leia nosso material informativo sobre os Ponto Turísticos de Cusco

 

Festividade da Virgem do Rosario do Peru.

Localização
As festividades à Virgem do Rosário acontecem em Lima e em outras regiões do país.
 

Data
A festa desta santa acontece anualmente no dia 7 de outubro.

Descrição
A Virgem do Rosário, padroeira do Peru, foi a primeira imagem trazida ao país pelos espanhóis. Nesta época, conforme a tradição católica, esta santa era invocada para a proteção dos soldados nas batalhas. Na europa deste período várias vitórias foram atribuídas à Virgem do Rosário, inclusive durante um período específico ela foi chamada de Nossa Senhora da Vitória. Se atribuem a esta imagem uma série de milagres no Peru. Sua festa se celebra em diversas regiões do país, cada uma delas com algumas particularidades. Além das tradicionais missas e procissões, se integram músicas e danças, principalmente no sul, como é costume nos andes.

História
Vários cronistas espanhóis relatam o aparecimento da Virgem do Rosário na batalha final do cerco a Cusco, a antiga capital do Império Inca, o que causou grande espanto aos soldados incas. O episódio foi definitivo para a vitória espanhola e segundo estes escritores foi testemunhado por milhares de pessoas. A imagem de 1,70m foi um presente do Rei Carlos V da Espanha e é obra do artista Roque de Balduque. A imagem foi transferida a Lima, desde o princípio da construção da cidade e os fiéis afirmam que já realizou muitos milagres, inclusive salvou a capital do país de vários terremotos.

Blog

FaceBook

DirceturProm PeruPeruMinisterio de Cultura